• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Trabalhadores das cooperativas de crédito definem reajuste de 11,59% no salário

Trabalhadores das cooperativas de crédito definem reajuste de 11,59% no salário e de 20% no tíquete alimentação para o ACT 2021/2023

Publicado: 26 Maio, 2021 - 14h11 | Última modificação: 26 Maio, 2021 - 14h15

Escrito por: Assessoria SEEB-RO

notice

Os trabalhadores das cooperativas de crédito dos sistemas Sicoob Norte, Sicoob Fronteiras e Credisis em Rondônia, em assembleia geral virtual realizada na manhã do último sábado (22/5), pela plataforma Zoom Meeting, debateram e definiram os pontos da pauta de reivindicação para o Acordo Coletivo de Trabalho 2021/2023 da categoria.

No encontro, coordenado pelo Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO), os cooperativários discutiram temas como reajuste salarial, salário de ingresso, auxílio alimentação, dentre outros. Ao final do encontro foram definidos, com 94% de aprovação, o índice de reajuste salarial de 11,59% (que representa o INPC do período 7,59% + 4% de ganho real) e o reajuste de 20% nos tíquetes.

Os trabalhadores também definiram, com 88% de aprovação, os valores de salário de ingresso para as funções de serviços gerais e auxiliar administrativo, que assim ficaram:

  • Serviços Gerais: R$ 1.400,00 (atualmente R$ 1.180,00)
  • Auxiliar Administrativo: R$ 1.700,00 (atualmente R$ 1.350,00)

 

Os índices e os valores de salários de ingresso serão iguais para todos os três sistemas.

A data base dos funcionários das cooperativas de crédito em Rondônia é 1º de junho, mas por conta da pandemia do novo coronavírus a pauta de reivindicação da categoria, pelo segundo ano seguido, foi discutida e montada por meio de assembleia e votação virtual.

“Os trabalhadores das cooperativas de crédito comprovaram mais uma vez, com essa boa participação, principalmente por ser um evento realizado num sábado, que estão interessados em estar envolvidos, efetivamente, no processo que decide os rumos da categoria para este e para os próximos anos. Entendemos, também, que exatamente por estarmos vivenciando uma crise histórica, de uma pandemia que afetou a vida de bilhões de pessoas em todo o planeta, os cooperativários estão alinhados com seus interesses coletivos, discutindo e aprovando índices que serão iguais para todos. Em tempos difíceis como este, a união e a harmonia são de extrema importância para que todos reivindiquem e conquistem juntos”, destaca Antônio Tavares, diretor de Cooperativas do SEEB-RO.