• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

COVID-19: Rondônia ultrapassou a triste marca de mais de 2.000 vidas perdidas

NOTA PÚBLICA DA CUT: Rondônia ultrapassou a triste marca de mais de 2.000 vidas perdidas por conta da Covid-19

Publicado: 21 Janeiro, 2021 - 11h10 | Última modificação: 21 Janeiro, 2021 - 11h59

Escrito por: Assessoria CUT

notice

A Central Única dos Trabalhadores (CUT-RO) vem a público externar a sua solidariedade com as mais de 2.000 famílias rondonienses enlutadas por essa tragédia diária que é a pandemia do Coronavírus e para denunciar a omissão das autoridades, principalmente, das prefeituras e do governo de Rondônia, que tem cedido primeiramente às pressões empresariais nos momentos em que deveria ter aumentado as medidas protetivas e a fiscalização, só adotando medidas mais efetivas quando os hospitais beiram ao colapso e aumenta o número de mortes.

A Central atuando em defesa da saúde e bem-estar dos trabalhadores, bem como da população em geral, alerta para o crescimento de casos da Covid-19 e, consequentemente, o aumento no número de óbitos. Enquanto o Plano de vacinação não atingir a maioria da população, o isolamento social é condição fundamental para vencer a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e salvar vidas, principalmente, nesse momento em que o Governo de Rondônia reconhece a lotação dos leitos do sistema de saúde pública e da rede particular, avisando que está próximo a um colapso total. Portanto, é importante redobrarmos os cuidados e seguirmos as recomendações da Organização Mundial da Saúde. Com o funcionamento somente das atividades essenciais. Cobramos do governo do Estado para que realize ações conjuntas com as prefeituras de fiscalização rigorosa.

A CUT continua na defesa da qualidade do trabalho e seguridade dos salários daqueles que estão em home office (trabalhando em casa), a manutenção do auxilio emergencial e proteção dos empregos/salários, e lutamos por melhores condições de trabalho para os trabalhadores dos setores essenciais. Com 112.468 casos confirmados e 2.056 mortes no Estado de Rondônia até o dia 20 de Janeiro, não podemos continuar sem providencias mais enérgicas e efeitvas. A saúde deve vir em primeiro lugar, primeiro salvamos vidas depois a economia.

É de fundamental importância defender o Sistema Único da Saúde (SUS), pois dentro da pandemia ficou claro que não é o setor privado e nem os planos de saúde que arcam com a maior parte dos custos do atendimento à população. A Central Única dos Trabalhadores é a favor de uma ampla campanha de vacinação para toda a sociedade.  Aos trabalhadores e trabalhadoras da saúde fica nosso reconhecimento e agradecimento.

A Central Única dos Trabalhadores manifesta pesar e solidariedade a todos as famílias que perderam seus entes queridos em razão da Covid-19.

Porto Velho-RO 20 de janeiro de 2021.

A Diretoria.