• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Bancários de Rondônia aprovam propostas dos bancos por ampla maioria de votos

Bancários de Rondônia aprovam propostas dos bancos por ampla maioria de votos

Publicado: 01 Setembro, 2020 - 16h42

Escrito por: Assessoria SEEB-RO

notice

 

Os bancários de Rondônia, por ampla maioria, em votação iniciada ainda ontem, domingo (30/8) e encerrada há poucos minutos através do sistema Vota Bem, aprovaram as propostas apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e pelos bancos públicos (Caixa e Banco do Brasil) nos acordos específicos.

A proposta geral (Fenaban) foi aprovada com índice de 94,01% dos 217 votos computados.

A proposta específica da Caixa foi aprovada com índice de 81,86% dos 226 votos computados.

A proposta específica do Banco do Brasil foi aprovada com índice de 92,05% dos 327 votos computados.

Os funcionários do Banco da Amazônia não participaram desta votação, pois ainda decidirão sobre a proposta do banco, que será levada para assembleia geral extraordinária virtual, que acontecerá das 12 horas até as 23h59 (horário de Brasília), desta terça-feira, 01/09. O Sindicato também recomenda sua aprovação.

Os bancos ofereceram reajuste salarial de 1,5% este ano, mais um abono de R$ 2 mil. Para 2021, propõem reajuste da inflação e ganho real de salário de 0,5%., que refletirá nas verbas como vale refeição, vale alimentação, auxílio 13ª cesta alimentação, auxílio creche, auxílio babá e outros. Na PLR os valores serão corrigidos este ano pela variação da inflação pelo INPC. Para 2021, a PLR será corrigida pelo INPC, mais aumento de 0,5%.  Todos os direitos da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) foram garantidos, assim como a PLR.

“Apesar de não alcançar os índices almejados pela categoria, é uma proposta que, diante de um cenário extremamente adverso, por conta da crise econômica e social ampliada com a pandemia do novo coronavírus (covid-19), que foi utilizado pelos bancos, nas demais rodadas de negociação, para tentar retirar direitos e oferecer reajuste zero, acabou se tornando “aceitável”. O resultado da votação demonstra a satisfação da categoria pelos resultados das negociações, pois mesmo em uma conjuntura desfavorável para os trabalhadores brasileiros, com muitas categorias sequer conseguindo negociar seus direitos, os bancários conseguiram renovar sua Convenção Coletiva de Trabalho por dois anos sem perder nenhum direito e com reajuste de 1,5% mais abono de 2 mil reais para 2020 e para 2021 além de manter todos os direitos ainda garantimos ganho real para toda a categoria”, avaliou José Pinheiro, presidente do Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro (SEEB-RO).